Pensée

Falar de amor... é deixar o amor falar.

Textos


(Para a Margarete com muito carinho)



Ai, como eu gosto!


Ai, como eu gosto!
Dos traços desse teu rosto.

Ai, como eu gosto!
Desses teus olhos vulcão,
Lavas de intensa ternura.

Ai, como eu gosto!
Dos teus dedos, a agilidade,
Em palavras realizada.

Ai, como eu gosto!
Do teu bordar de palavras
Com fio de bem rimar.

Ai, como eu gosto!
De tua alma transparente
A repartir emoções
Pelo coração da gente.
Lucibei
Enviado por Lucibei em 21/05/2007
Alterado em 27/11/2017
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras