Pensée

Falar de amor... é deixar o amor falar.

Textos


Sóis e Luas

Nesta sequência de Sóis e Luas
Teço ilusões desmedidas,
De frágeis tonalidades,
Com traços inseguros
Que a realidade
Facilmente apaga
Restam-me,
Sonhos sabor a limão…
acidulados.
Desilusões, enganos,
Que me agoniam a alma
Numa indigestão espiritual
Que dá náuseas,
Vómitos a felicidade…
estragada.
Lucibei
Enviado por Lucibei em 27/05/2007
Alterado em 27/01/2017
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras